VAQUEIRO FIDELIS - E as pessoas, as criaturas que viu, os filhos-de-Deus?                                           

VAQUEIRO GRIVO - Muitos. Todos. Cada um conta acontecimentos e valentias de seu passado, acham que o recanto onde assistem é de todos o principal. O mundo ferve quieto. A gente sabe que esses silêncios estâo cheios de mais outras músicas. Sossegante - os homens - que andavam endoidecidamente sérios, em seus trabalhos e como falavam desses trabalhos, descareciam de mostrar seu receio. E era em toda parte, sempre a mesma coisa, o que um-com-outro falavam.... Velhas descorçoadas tinham medo do viajante, tinham ódio porque ele vinha, chegava e perturbava, porque vinha de longe, de onde nâo se sabia; conhecia muitas coisas, mas coisas que podiam estar já desmerecidas no valor; e entâo deixavam de olhar para mim, abaixavam as caras, conversavam umas com as outras. E era, em toda parte, sempre a mesma coisa, o que umas-com-as-outras conversavam... O senhor ....Mire e veja : o mais importante e bonito do mundo, é isto: que as pessoas nâo estâo sempre iguais, ainda nâo foram terminadas - mas que elas vâo sempre mudando. Afinam e desafinam. _____________________________________________________________

Sobre o Blog

Leia o Artigo Zero e conheça Marcos Fayad e a proposta do blog Pensar Não Dói.

Siga o Marcos Fayad

 

Arquivo de Posts

 

 


2011. Pensar Não Dói - Blog do ator e diretor Marcos Fayad. Reprodução permitida desde que citada a fonte.
contato@pensarnaodoi.com.br